quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Diga Calmamente: "Sua Opinião Ultrajante Não É Baseada Na Verdade"



John Piper



“Não participem das obras infrutíferas das trevas; antes, exponham-nas à luz.” (Efésios 5:11 NIV)

Nossa tarefa como cristãos não é controlar o governo nem a educação. Nossa tarefa é proclamar a verdade de Deus em cada esfera. Pode ser que isto venha ou não a mudar opiniões e leis. Isso não é a nossa responsabilidade. Mas é nossa a responsabilidade de falar com coragem e clareza o que Deus falaria.

Não se deixe calar pelo comentário de que você não pode forçar sua religião ou seus princípios morais nas outras pessoas.  Você não está forçando nada; você está recomendando que o assunto seja considerado com seriedade. Declarar e persuadir não é o mesmo que “forçar”. O fato é que a ideia de cada pessoa sobre o que deve ser feito é guiada por algum tipo de compromisso prévio. Os secularistas, bem como os cristãos, tem uma visão de mundo que governa suas opiniões.

Como o cristianismo é verdadeiro, ele ecoa (mesmo que de forma desvanecente) em cada coração. É impossível prever o impacto que a defesa clara de sua convicção terá sobre certo grupo secularista para a compreensão da verdade. Não se sobrecarregue com a obrigação de controlar a situação. Apenas levante-se e diga o que Deus falaria sobre o assunto. Você poderá surpreender-se pelo fato de que as pessoas estavam esperando que alguém se pronunciasse.

Por exemplo, suas convicções bíblicas não são menos dignas de serem defendidas do que os pronunciamentos morais totalmente infundados listados abaixo.

No ano passado, YES\NEON Inc., uma empresa do setor privado que oferece serviços na área de saúde mental em Minneapolis, publicou um livreto informativo sobre uma variedade de problemas pessoais que são tópicos difíceis de discutir. Este livreto foi distribuído pelo menos em uma escola para os alunos do ensino médio como parte do programa de educação sexual. A seguir estão alguns exemplos da informação compartilhada no livreto:

  • “Escolher quando, como e com quem ser sexual é uma grande parte da preparação para tornar-se adulto. Escolha seus parceiros cuidadosamente.” (pág. 42)
  • “Masturbação mútua com seu parceiro é agradável e segura.” (pág. 42)
  • Conversar e encontrar-se com outros homossexuais pode ajudá-lo a entender como a sua preferência sexual pode ser um componente saudável e importante de sua vida.” (pág. 44)
  •  Opção n° 3 em “Opções na Gravidez”: “Interrompa a gravidez através do aborto.” (pág. 50)
  • “Você pode prevenir-se em relação ao vírus HIV. Isto pode significar que você tenha que mudar a maneira que você pratica sexo, mas não significa que você tenha que parar de ter relações sexuais.” (pág. 62)
Quando você encontrar este tipo de argumento na esfera pública, você deveria simplesmente levantar-se e dizer calmamente: “Estes princípios morais não são baseados na verdade. Estas são opiniões de homens e não de Deus. Portanto elas são falsas e prejudiciais. A vontade de Deus para a sexualidade humana é a abstinência até o casamento. A partir daí é a monogamia heterossexual sem adultério. Este modelo produz justiça, saúde e alegria para o mundo. Eu recomendo que o conselho que nós precisamos dar aos nossos adolescentes corresponda à verdade. Obrigado.” E torne a sentar-se em seu lugar.

Pastor John


©2017 Desiring God Foundation. 
www.desiringGod.org (website em inglês com alguns recursos em português).
http://www.desiringgod.org/articles/very-calmly-say-your-outrageous-opinions-are-not-based-on-truth (texto original em inglês).


Traduzido com permissão. 

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Conversão

John Piper




Eu não me lembro da minha conversão. Meu pai me conta que eu tinha 6 anos e estava assentado no colo de minha mãe em Fort Lauderdale, Flórida, em um hotel, durante as férias de 1952. Eu apenas me lembro de sempre ter crido. Desde que eu me entendo por gente, eu já acreditava. Eu tenho certeza que isto não é verdade, pois todos nós nascemos neste mundo corrompidos pelo pecado. Mas o trabalho de Deus em minha vida para que eu cresse aconteceu tão cedo, que eu não me lembro do processo. Se você teve a mesma experiência que eu, talvez você sinta por não ter uma história dramática para contar de como foi salvo. 

Contudo, eu aprendi o que aconteceu comigo no livro de Romanos. Deixe-me explicar o que aconteceu comigo. Eu não preciso me lembrar. Através da Bíblia, eu sei o que aconteceu comigo:


1. “Todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus.” (Romanos 3:23 NVI);

2. “O salário do pecado é a morte.” (Romanos 6:23 NVI);

3. Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores.” (Romanos 5:8 NVI);

4. “Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo.” (Romanos 10:9 NVI)

Então, mesmo que eu não me lembre do que aconteceu comigo, eu sei o que aconteceu comigo através do livro de Romanos. 


©2017 Desiring God Foundation. 
www.desiringGod.org (website em inglês com alguns recursos em português).
http://www.desiringgod.org/messages/the-author-of-the-greatest-letter-ever-written
(a tradução acima é um trecho da mensagem cujo texto e vídeo originais em inglês, na íntegra, encontram-se nesta página da web). 

Traduzido com permissão. 

Fotografia YouVersion.

segunda-feira, 10 de julho de 2017

O Pecado Sempre Mente



John Piper

Todo pecado é uma mentira. Por isso, nada é mais preferível que Deus. Em outras palavras, uma vez que nada é mais preferível que Deus, o pecado – que é acreditar que algo é mais preferível que Deus – é sempre uma mentira. Pois nada é mais desejável do que Deus. Nada. Se você foi seduzido, ou está sendo seduzido a acreditar que algo é mais desejável do que Deus, você está em pecado.

Quando este engano do pecado se insinua dentro do coração humano, uma descrição do que acontece quando ele começa a penetrar no coração é o endurecimento. Quando o engano se infiltra, como tentáculos penetrando no coração, mentindo ao coração, o coração começa a aceitar a mentira. O resultado é o endurecimento do coração.

O que isso significa? Qual é o resultado dessa ilustração? Eu penso que significa um coração que não é facilmente tocado, não é facilmente penetrado pela verdade e pela beleza e pelo  valor de Jesus. Jesus se apresenta, mas não chega a penetrar em seu coração: "Este vídeos são tão irresistíveis, o dinheiro é tão irresistível, o sexo é tão irresistível, o poder é tão irresistível, ser melhor do que as outras pessoas é tão irresistível."

O poder irresistível das alternativas para Deus é um reflexo de como seu coração está endurecido para ver, sentir e para ser penetrado pela beleza e pelo valor superior de Jesus.



©2017 Desiring God Foundation. 
www.desiringGod.org (website em inglês com alguns recursos em português).
http://www.desiringgod.org/messages/we-need-each-other/excerpts/sin-always-lies (texto e vídeo originais em inglês, na íntegra).



Traduzido com permissão.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Estou Realmente Pronto Para Ir Para o Céu?

John Piper




Nós recebemos recentemente uma pergunta anônima de um ouvinte internacional que nos enviou um e-mail de uma região rural da Nigéria. Surpreendente. É uma pergunta muito simples, mas profundamente importante para cada um de nós respondermos em relação às nossas vidas. Eis a pergunta: "Pastor John, como eu sei se estou pronto para ir para o céu?"

Eu gosto quando alguém pergunta uma questão simples e básica, pois isso me dá a oportunidade de ir direto ao ponto mais importante da Bíblia e ao ponto central da melhor notícia para o mundo inteiro, o que nós chamamos de evangelho; ou seja, que ninguém é apto para ir para o céu. Ninguém está pronto para o céu. Ninguém merece o céu. Ninguém pode esperar ir para o céu a menos que Deus se manifeste e providencie uma maneira através da graça e da misericórdia pela fé, não é através das minhas boas obras ou do meu mérito que obterei um lugar no céu. É exatamente para isto que a Bíblia foi escrita. É para isto que Jesus veio ao mundo. É para isto que existe uma história de salvação.

O trecho da Bíblia mais importante que explica isto, em minha opinião, é a carta aos Romanos escrita pelo apóstolo Paulo. Então, se você estiver procurando por um livro compacto (são 16 capítulos, mas você pode ler em uma hora) que explique esta questão, leia o livro de Romanos. Em primeiro lugar, este livro nos mostra que já sabemos a resposta. Se fôssemos honestos com a nossa consciência, todos nós saberíamos a resposta. O apóstolo Paulo diz que todo ser humano é pecador, ou seja, falhamos porque não vivemos para Deus, não honramos a Deus e não glorificarmos a Deus (Romanos 3: 23). Somos todos egoístas. Sim, nós somos. Todos nós nascemos desta maneira.

Então Paulo diz, "baseando-se na obediência à Lei,", ou seja, se você tentar manter uma lista de coisas que Deus exige, "ninguém será declarado justo diante dele" (Romanos 3: 20). Em outras palavras, você nunca será considerado justo aos olhos de Deus se você tentar o caminho da obediência à lei. Então, nos é revelada a notícia que nos tira o fôlego, de que apesar de ninguém merecer ir para o céu, de que nenhum de nós é apto para ir para o céu, de que nenhum de nós está pronto para o ir para o céu por merecimento próprio, mesmo assim Deus providenciou uma maneira para que nós, seres humanos pecadores, fôssemos aceitos como justos, bons, corretos, obedientes à lei e Deus nos aceita como justos em sua presença.

Como isso pode acontecer? Este é o grande mistério do evangelho. Como pode ser? Como é que um pecador como eu, carregado de culpa, de vergonha e de fracasso, pode ser aceito pelo Justo Juiz do universo que é perfeitamente bom e santo? Todos nós sabemos que Deus é realmente assim. Nossa consciência nos dita esta verdade. A retidão de Deus é perfeita. Como poderia eu ser aceito como um filho bom, perfeito e santo na presença de Deus? Como poderia ser?

A resposta está na Bíblia: Deus coloca o meu pecado, todo o nosso pecado, o pecado de todo aquele que confia Nele, ele coloca todo nosso pecado sobre Jesus e Ele coloca sobre nós toda a perfeição e a justiça de Jesus. Setecentos anos antes de Jesus vir ao mundo, Isaías 53:5-6 profetizou, "Ele", ou seja, o Messias que estava por vir, Jesus, "ele foi transpassado por causa das nossas transgressões,
foi esmagado por causa de nossas iniquidades... Todos nós, tal qual ovelhas, nos desviamos, cada um de nós se voltou para o seu próprio caminho; e o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de todos nós." Na minha opinião, esta é a melhor notícia do mundo. De noite, quando minha consciência me acusa e eu sei que pequei, eu ouço as palavras: o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de todos nós.

Não apenas isso, mas ainda melhor, se é que pode haver algo melhor. Sim, é ainda melhor. Não apenas foram os meus pecados lançados sobre Jesus, mas a perfeição e a justiça de Jesus, Aquele que nunca teve nenhuma sombra de pecado, a retidão Dele é considerada por Deus como minha retidão. Eis 2 Corinthians 5: 21: “Deus tornou pecado por nós”, ele lançou sobre Jesus os nossos pecados e tratou Jesus como pecado, “aquele que não tinha pecado, para que nele nos tornássemos”, nós que somos muito pecadores, “nos tornássemos justiça de Deus”. Isto é o que a Bíblia chama de justificação: sermos declarados justos ou declarados inculpáveis na presença de Deus com base na justiça e na retidão de Jesus, não na nossa própria justiça e retidão. Esta é a grande troca. Este é o grande e glorioso mistério de como um pecador pode ser aceito na presença de Deus.

Então, deixe-me dizer novamente: em Jesus nós nos tornamos a justiça de Deus, em Jesus. Esta é a parte mais crucial da frase. É Nele que nos tornamos justos perante Deus. Isto significa que a retidão que nos capacita a sermos 100% aceitos por Deus não é a nossa própria retidão. É a retidão perfeita de Cristo que nunca pecou, então, o alicerce de nossa aceitação perante um Deus perfeitamente santo é um alicerce sem mácula, perfeito e inabalável quando nós permanecemos em Jesus.

A pergunta mais importante da vida é: O quê eu preciso fazer para permanecer em Cristo, a fim de que a vida e a morte de Cristo sejam contadas a meu favor? O quê eu devo fazer para que meus pecados sejam perdoados em Cristo? O quê eu preciso fazer para desfrutar a esperança do céu, da vida eterna e da alegria na presença de Deus? E a resposta bíblica e gloriosa do evangelho no Novo Testamento é esta: Você não faz absolutamente nada para obter tudo isso. Você não faz nada para provar que é bom o suficiente para merecer tudo isso. Cristo já fez tudo o que era necessário ser feito. O que nós devemos fazer é parar de fazermos com a finalidade de sermos merecedores de alguma coisa, e ao invés disso, devemos receber. Esta é a palavra chave. Recebermos Cristo que fez tudo o que era necessário ser feito como alicerce de nossa aceitação na presença de Deus. Tudo o que Deus espera que façamos agora (e Ele espera que façamos) é devido ao fato de que nós já somos 100% aceitos, e não para que sejamos 1% aceitos ou para obtermos qualquer percentagem de aceitação. Nós vivemos devido ao fato de que somos aceitos por Deus, o que acontece através de nossa fé em Cristo.

Nós recebemos Jesus como o precioso Salvador. Nós O recebemos como o perfeito Senhor. Nós o recebemos como o Tesouro de infinito valor. E a maneira em que a Bíblia se refere a isto é de que nós devemos acreditar em Jesus, crer. Isto é o que recebemos. Isto não significa meramente acreditar em fatos a respeito de Jesus, pois o diabo acredita em todos os fatos a respeito de Jesus e ele não é salvo. Crer é receber Jesus por Ele ser quem é, recebê-LO por ser o tesouro que é. Crer é o que Paulo expressa em Filipenses 3:8 quando diz: “Considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por quem perdi todas as coisas. Eu as considero como esterco para poder ganhar Cristo.”

Receber Jesus é recebê-LO como este tesouro de tal valor. É claro que se a fé é aceitar Jesus com alegria desta maneira, ela nos transformará nesta vida. Se ela não nos transformar, Tiago diz que ela é uma fé morta, e uma fé morta não salva ninguém. Ela não é verdadeira. É claro que ser transformado nesta vida não significa perfeição. Isso é muito importante para as pessoas ouvirem. Pense desta maneira: quando você deposita sua confiança em Cristo, sua vida toma uma nova direção, ela não se torna nova perfeição. O rio muda de direção, mas a água deste rio ainda não é perfeitamente pura. A perfeição é Jesus. E então, quando nós morrermos ou quando Jesus voltar, nós iremos compartilhar em Sua completa perfeição.

Deixem-me concluir citando algumas passagens bíblicas para que você seja banhado em fé, passagens que demonstram como permanecer em Cristo, onde todos estes tesouros são encontrados, ou seja, crendo.


  • João 1:12, “Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus” (NVI).
  • João 3:16, “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (NVI).
  • João 3:36, “Quem crê no Filho tem a vida eterna” (NVI).
  • João 11:25,  “Disse-lhe Jesus: ‘Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá’” (NVI).
  • Atos 10:43, “Todos os profetas dão testemunho dele [de Jesus], de que todo o que nele crê recebe o perdão dos pecados mediante o seu nome” (NVI).
  • Atos 16:31, “Creia no Senhor Jesus e você será salvo” (NTLH).
  • Romans 10:9, “Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo” (NVI).
  • Mais um versículo que nos lembra que é em Cristo, em relação a Ele, que podemos estar prontos para o céu: Gálatas 3:26, “Todos vocês são filhos de Deus mediante a fé em Cristo Jesus” (NVI).

Então, deixem-me finalizar com as palavras da própria Bíblia, em 2 Coríntios 5:20, para todas as pessoas que estão me ouvindo. Eu falo da forma mais pessoal que é possível, e estou falando em nome de Cristo: “Por amor a Cristo lhes suplicamos: Reconciliem-se com Deus” (NVI).


©2017 Desiring God Foundation. 
www.desiringGod.org (website em inglês com alguns recursos em português).
http://www.desiringgod.org/interviews/am-i-really-ready-for-heaven (texto e áudio originais em inglês).

Traduzido com permissão.